Teoria da burocracia de Max Weber – Resumo

A Teoria da Burocracia de Max Weber teria se popularizado por volta do ano de 1940, já após a morte do autor. Max Weber, juntamente com Taylor e Fayol, está entre os principais pensadores da teoria administrativa. A teoria burocrática surgiu em clara oposição a suas antecessoras, ou seja, à Teoria Clássica e Teoria das Relações Humanas. A primeira era criticada pelo seu excesso de mecanicismos e a segunda pelo seu ingênuo romantismo.

A teoria de Max Weber foi marcante em sua época e o é até os dias atuais, tendo em vista o seu pioneirismo. Dessa forma, várias pesquisas posteriores reportam-se à Teoria da Burocracia de Max Weber ou para apoiar-se nela, ou pela criticá-la. Importante frisar, também, que a teoria da burocracia de Max Weber tem alguns traços mais ligados à sociologia do que a administração em si.

Origem da Teoria da Burocracia de Max Weber

Teoria da Burocracia de Max WeberA teoria burocrática de Max Weber é uma espécie de organização humana baseada na racionalidade, ou seja, os meios devem ser analisados e estabelecidos de maneira totalmente formal e impessoal, a fim de alcançarem os fins pretendidos. Dessa forma, na teoria burocrática há grande ênfase na eficiência. Estudos apontam que os primeiros traços de burocracia tenham surgido ainda na antiguidade, com os códigos de conduta e normatização de comportamento entre estado e população.

No entanto, para Weber, a burocracia como a conhecemos tem suas origens vinculadas às alterações religiosas ocorridas após o Renascimento. Max Weber verificou que o sistema produtivo moderno, tipicamente racional e capitalista, teve como embrião o conjunto de normas morais da chamada “ética protestante”, que pregava o culto ao trabalho duro, poupança e aplicação de excedentes de produção.

O grande crescimento pelo qual passaram as organizações do período de Weber fez com que a Teoria Clássica e a das Relações Humanas não fossem mais capazes de suprir suas necessidades. Era imperioso que algo fornecesse mais formalidade, impessoalidade e eficiência ao processo.

Burocracia e Autoridade

A relações burocráticas são tipicamente autoritárias. Os subordinados aceitam as ordens de seus superiores por admitirem a ideia de que tais ordens estão amparadas por normas e preceitos legais. Dessa maneira, a obediência não deriva de nenhuma pessoa em si, mas sim do conjunto de normas e regulamentos estabelecidos e aceitos como legítimos por todos.

Em conceito mais amplo, a própria relação do povo com seus governantes baseia-se em preceitos burocráticos. O povo aceita as leis como legítimas por acreditar que as mesmas foram elaboradas em uma espécie de cooperação entre a própria população e seus representantes políticos.

Com isso, toda a esfera administrativa, principalmente no serviço público, serve para replicar a vontade da ideologia política em vigor. Os funcionários, ou burocratas, devem agir de maneira estritamente prevista nas normas e regulamentos que os regem. Normas e regulamentos esses criados por quem? Políticos. Concepção essa, mais claramente ligada à sociologia do que à administração.

Concluindo, toda organização administrativa de um sistema burocrata é feita de maneira a refletir a vontade política de um grupo de pessoas, nunca é totalmente impessoal.

Conceito comum de burocracia e o de Weber

No senso comum, a burocracia é vista geralmente sob uma ótica pejorativa. Quando se fala em burocracia, normalmente associa-se a ideia de grande acumulo de papeis documentais e de procedimentos vistos quase sempre como desnecessários. Na verdade, essa é a disfunção da burocracia, ou seja, um defeito no sistema burocrático, mas não é o sistema em si.

Na Teoria da burocracia de Max Weber o conceito é completamente diverso. A burocracia prima pela total eficiência da organização e, para que se alcance a eficiência, todos os detalhes formais devem ser vistos com antecedência, a fim de que não existam interferências pessoais que acabem por atrapalhar o processo.

Formalidade nas comunicações

Na organizações burocráticas as comunicações devem ser essencialmente escritas. Todas as regras e decisões devem constar em algum documento para que possam ter validade formal. Em razão disso, quando deparamo-nos com procedimentos tidos como burocráticos são cobrados vários tipos de documentos e várias vias de papéis assinados. Se não estiver documentado, não há validade!

Burocracia e divisão do trabalho

Uma organização burocrática é essencialmente autoritária e hierarquizada. Há divisão sistêmica do trabalho de forma que cada um possui cargos e funções específicas, de competências e responsabilidades distintas. Cada membro do processo deve saber exatamente qual posição ocupa e que trabalho realiza. Dessa maneira, as atribuições administrativas são altamente especializadas e distribuídas de acordo com os fins que se pretende alcançar.

Aprenda técnicas matadoras para elaborar seu TCC clicando aqui.

Principais características do sistema burocrático

  • Autoridade
  • Hierarquia e divisão do trabalho
  • Formalidade no atos e comunicações
  • Especialização dos funcionários
  • Impessoalidade nas relações

Espero, com este artigo, ter esclarecido um pouco mais sobre a Teoria da burocracia de Max Weber.

Leia também:

Administração de Materiais

Administração de Materiais – Resumo

A administração de materiais é, certamente, um dos principais subsistemas de uma organização. Fortemente ligada ...

42 comments

  1. onde vejo o autor desse artigo ? e data de publicação?

  2. Muito grato

  3. GOSTEI DO ARTIGO, BEM RESUMIDO E EXPLICA BEM.

  4. Artigo impecável, conciso e coeso. Parabéns!

  5. Artigo excelente, parabéns Valter Ribeiro, até agora o melhor que já vi.

  6. Parabens muito bem explicado muito bom ajudou muito

  7. Muito bom!Me ajudou bastante, obrigada!

  8. cara, vc caiu do céu! me ajudou e muito, ótimo resumo.

  9. Muito bom esse artigo!Bem elaborado e esclarecido!

  10. Segundo o autor deste texto, passo a citar, “A Teoria da Burocracia de Max Weber teria surgido por volta do ano de 1940”, contudo Max Weber, o seu fundador, faleceu em 1920???

    • Expressei-me mal, por volta desse ano a teoria passou a ganhar força, mas, logicamente, foi criada antes. Por volta de 1940, já com o autor falecido, a teoria popularizou-se. Alterei o primeiro parágrafo deixando isso mais claro. Abraço.

  11. Parabéns pelo artigo!

  12. E` sem duvida marx trabalhou com a conciencia do homem e a sua visao ns contaminam ate aos dia de hoje e garanto que sera para todas as geracoes.

  13. Abriu a minha mente, Obrigado!!!

  14. Muito obrigada, Deus te abençoe…amanha terei prova da ANAC, que cai exatamente essa teoria.

  15. Muito bom, ajudou bastante!

  16. Parabéns pelo resumo, com ele eu consegui fazer meu trabalho. Valeu.

  17. muito bom,,, bem resumido, e bem direto.

  18. Parabéns, gostei e me ajudou bastante

  19. me ajudou muito seu resumo ficou otimo!!! muito obrigado!!

  20. Muito bom gostei;me ajudou bastante no trabalho

  21. Perfeito! Sucinto e muito didático, vlw mesmo!

  22. Ótimo Resumo! Me ajudou muito! Parabéns

  23. Muito claro e objetivo. Parabéns.

  24. A Burocracia de Weber é um exemplo de Gestão Pública, em que há impessoalidade nas relações, formalidade nos atos administrativos, hierarquia e divisão de trabalho.

  25. Muito esclarecedor! Parabéns!

  26. Nossa muito boa a explicação, se voce puder explicar um pouco sobre a crítica a teoria burocrática eu agradeço muito.

  27. Obrigado pelo artigo!

    Ficou muito bom.

    Abraço!

  28. Muito bom, bem sintetizado. Ótimo para que está iniciando os estudos em administração pública.

  29. Muito útil para estudos dinâmicos. Obrigado!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Wordpress SEO Plugin by SEOPressor