Qual a diferença entre lato sensu e stricto sensu?

Procurando saber a diferença entre lato sensu e stricto sensu? Quem bom, isso é prova de que você está buscando aperfeiçoamento. Nem precisamos nos aprofundar muito na discussão do quão competitivo é o mercado e como essa situação tende a se tornar ainda mais acirrada no futuro. As exigências estão cada vez maiores para determinados cargos, de forma que o candidato deve sempre apresentar algo que o diferencie dos demais.

Pois bem, você sabe que há diferença entre lato sensu e stricto sensu? Pretende fazer uma pós e está em dúvida entre qual delas? Vamos lá então!

Diferença entre lato sensu e stricto sensu

Diferença entre lato sensu e stricto sensu

O que é Lato Sensu

Em termos diretos, Lato Sensu refere-se a “sentido amplo”, ou seja, mais abertos, de formação menos específica. Só poderão fazer o curso de pós-graduação Lato Sensu aqueles que já tiverem concluído a graduação, em qualquer área. Esse tipo de pós-graduação é conhecido popularmente como “Especialização”.

De acordo com o Ministério da Educação – MEC – a duração mínima de um curso de pós-graduação Lato Sensu deve ser de no mínimo 360 (trezentos e sessenta) horas, sendo que ao final do curso o aluno recebe um certificado de conclusão, e não diploma.

especialização lato sensu nas modalidades presenciais e à distância, sendo que ambas tem igual validade. Importante notar que faculdades que queiram disponibilizar tais cursos na modalidade à distância devem conseguir credenciamento junto ao MEC, de forma que, caso você esteja pretendendo fazer um curso desse tipo, é aconselhável verificar tal credenciamento no site: http://portal.mec.gov.br/

Cursos de MBA, no Brasil, são considerados de especialização e não mestrado como o é em alguns países. Aliás, se for de seu interesse, escrevemos um artigo sobre diferença entre MBA e especialização, confira.

O que é Stricto Sensu

Já a Pós-graduação Stricto Sensu quer dizer “em sentido estrito”, ou seja, mais especifica, menos ampla. No Brasil, são pós-graduações desse tipo os curso de mestrado e doutorado. Como na especialização, é necessário ter concluído a graduação para ingressar em tais cursos.

Ao contrário do que muitos pensam, não é necessário ter especialização para fazer mestrado e não é necessário mestrado para fazer doutorado.

Cursos de mestrado normalmente duram até 3 (três) anos e doutorado até 5 (cinco) anos. Normalmente exige-se conhecimento em pelo menos uma língua estrangeira. Ao contrário da especialização, os alunos recebem diploma e não certificado.

No mestrado o aluno desenvolve uma dissertação sobre o tema de seu estudo e defende os resultados obtidos no trabalho.

No doutorado o aluno desenvolve uma tese, normalmente algo novo e mais aprofundado do que no mestrado.

Gráfico da diferença entre lato sensu e stricto sensu

Diferença entre lato sensu e stricto sensu

No momento em que estou escrevendo este post (16/10/2014), não existe nenhum curso de mestrado ou doutorado disponibilizado na modalidade EAD no Brasil.

Sendo assim, espero ter esclarecido neste artigo a diferença entre lato sensu e stricto sensu. Qualquer dúvida use os comentários.

Leia também:

Administração de Materiais

Administração de Materiais – Resumo

A administração de materiais é, certamente, um dos principais subsistemas de uma organização. Fortemente ligada ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Wordpress SEO Plugin by SEOPressor