Administração – Um pouco sobre ela!


O bacharelado em Administração é o curso de graduação mais oferecido no Brasil. A formação em administração é considerada a mais ampla entre todos os cursos oferecidos no país, de forma que o profissional bem formado sai preparado para realizar as mais diversas funções nos mais diversos tipos de empresas, não só como administrador, mas também em áreas como contabilidade, marketing, propaganda etc.

Profissionais de administração são necessários tanto em organizações do setor privado como do setor público, sendo que nesse último caso tem crescido consideravelmente a necessidade e procura de cursos para formação de Administradores Públicos.

O curso de administração normalmente tem duração de 4 (quatro) anos, e tem como principais disciplinas a própria ciência da administração, matemática, informática, direito, contabilidade e sociologia. Outras disciplinas como marketing e finanças também merecem destaque.

Simbolo da administração e o que representa?

O símbolo abaixo representa a profissão de administrador no Brasil. Segundo informações do Conselho Federal de Administração, realizou-se um concurso em 1979, no qual foi feita a escolha do símbolo que representaria os administradores no país.  Em 9 de abril de 1980, foram escolhidos os 10 melhores para participarem da segunda fase.

Símbolo da ADM

Conforme se verifica, o símbolo é formado por quatro figuras geométricas, compostas por duas “flechas” centrais (vertical) e duas “flechas” laterais (horizontal).

Ainda segundo o CFA:

“As flechas indicam um caminho, uma meta. A parte de uma premissa, de um princípio de ação (o centro). Considerando o ser humano um elemento pluralista, para atingir estes objetivos, através dos elementos propostos, as flechas centrais se dirigem para um objetivo comum, baseado na regularidade; para atingir o mundo das ideias/para obter o supra sumo, chegando a uma meta comum, através de uma exposição prévia de fundamentos, partindo das razões de um parecer. (movimentação) interna das flechas.”

As flechas centrais, como se vê, direcionam-se para o mesmo ponto, no centro do símbolo, o que representa a ideia de direcionamento para um objetivo em comum. As flechas laterais são representações das metas a serem atingidas pelo administrador. Atentar-se ao fato de que essas apontam para ambos os lados.

Conforme esclarece o CFA:

“O quadrado é regularidade, possui sentido estático quando apoiado em seu lado, é sentido dinâmico quando apoiado em seu vértice, (a proposição escolhida).”

Entidades representativas no Brasil

No que tange às entidades representativas da administração no Brasil, enumeramo-las:

  • Conselho Federal de Administração;
  • Conselhos Regionais de Administração;
  • Federação Brasileira dos Administradores;
  • Sindicatos dos Administradores.

 

  1. Conselho Federal de Administração:

O CFA é, segundo informações do próprio Conselho:

“O Conselho Federal de Administração é um órgão normativo, consultivo, orientador e disciplinador do exercício da profissão de Administrador, sediado na capital federal, responsável por controlar e fiscalizar as atividades financeiras e administrativas do Sistema CFA/CRAs.”

A carreira de administrador, como profissão regulamentada, necessita de um órgão que a represente em todo o país, a fim de que haja padronização das normas, orientações e atitudes a serem observadas pelos profissionais da área. O Conselho Federal de Administração é o órgão responsável por exercer esse papel no Brasil, assim como existem Conselhos Federais de outras profissões regulamentadas como Conselho Federal de Medicina e Enfermagem, por exemplo.

 

  1. Conselhos Regionais de Administração:

Sendo o Brasil um país de dimensões continentais, há a necessidade de uma descentralização de certas funções do CFA. Por essa razão, existem, no Brasil, 27 Conselhos Regionais de Administração, com sede nos estados da federação.

Ainda conforme sítio do CFA, os Conselhos Regionais:

“ (…) tem por finalidade dar execução às diretrizes formuladas pelo Conselho Federal, fiscalizar, na área da respectiva jurisdição, o exercício da profissão de Administrador; organizar e manter o registro de Administrador; julgar as infrações e impor as penalidades referidas na Lei n° 4.769/65, expedir as Carteiras Profissionais dos Administradores, além de elaborar o seu Regimento para exame e aprovação pelo CFA.”

Os CRAs funcionam, dessa forma, como “braços” do Conselho Federal, executando as políticas estabelecidas por este. Seria contraproducente o CFA executar suas normas em todo o país, devido principalmente à questão do distanciamento físico, dessa forma, existindo um Conselho Regional por estado, a execução de tal tarefa torna-se mais efetiva.

 

  1. Federação Brasileira dos Administradores:

A FEBRAD é, segundo seu site: “uma entidade sindical autônoma do segundo grau, com base territorial interestadual de representação legal dos Sindicatos dos Administradores constituídos na forma de lei”.

Conforme aclarado, a FEBRAD seria a “segunda instância” dos Sindicatos representativos de Administradores existentes nas várias unidades da federação (municípios e estados). Cada município e cada estado pode ter um sindicato representativo dos administradores naquela unidade da federação específica.

 

  1. Sindicatos dos Administradores:

Os sindicatos são unidades representativas dos administradores, como profissionais, em uma localidade específica, por exemplo, o estado de São Paulo tem seu Sindicado de Administradores (http://www.saesp-sp.com.br/) e a cidade de São José do Rio Preto (http://www.siarp.org.br/) tem só para aquela localidade, seu Sindicato.

A criação de mais de um sindicato representativo por unidade da federação de uma determinada categoria é vedada constitucionalmente, ou seja, pode haver somente um sindicato de administradores por cidade.

Segundo art. 8 º, inciso II, da Constituição Federal Brasileira:

“é vedada a criação de mais de uma organização sindical, em qualquer grau, representativa de categoria profissional ou econômica, na mesma base territorial, que será definida pelos trabalhadores ou empregadores interessados, não podendo ser inferior à área de um Município;”

Um sindicato tem como principal objetivo unir os membros e defender os interesses de seus associados, pertencentes, evidentemente, ao mesmo segmento trabalhista ou econômico, como é o caso dos Administradores, por exemplo. A manutenção dos sindicatos é efetivada, principalmente, com as contribuições sindicais pagas pelos associados.

Seja bem vindo ao maravilhoso mundo da administração, acesse todo o conteúdo do blog à vontade!

Wordpress SEO Plugin by SEOPressor